Clássicos Torturadores da Música Mundial

A Time Life está lançando a Coleção Torture Classics, apresentada por Hans Bernhard e James Powderly. Clássicos da música mundial feitos para vocês se sentirem felizes, inspirados e livres, mas que foram usados para enlouquecer pessoas. Uma compilação com 60 canções, imagens e vídeos oficialmente publicadas e confirmadas por funcionários do governo, guardas de prisões e organizações de direitos humanos no uso de interrogatórios e torturas de suspeitos de terrorismo.

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos e a Agência Central de Inteligência (CIA) fez uso intensivo de técnicas de interrogatórios em instalações como Abu Ghraib, no Iraque, Prisão de Guantánamo, Prisão de Kandahar e Prisão Militar de Bagram, no Afeganistão, além de outros numerosos “pontos negros” espalhados pelo mundo. Técnicas de tortura como privação do sono, afogamento e sufocamento são conhecidas e legalizadas pelo governo americano, assim como a utilização eficaz de jingles comerciais, temas de programas de televisão e músicas de todos os gêneros em alto e bom som por períodos ininterruptos de mais de 24 horas.

O sargento do exército americano, Mark Hadsell, disse: “Se você tocar a mesma música durante 24 horas, seu cérebro e as funções do corpo começam a desmoronar. Seu raciocínio fica mais lento e sua força de vontade acaba. É quando vamos interrogá-los.”

Aguentar uma tortura física não é tão problemático, pois você se prepara mentalmente para sentir aquilo, tenta se concentrar em outras coisas. Mas quando a tortura é psicológica, fica impossível lutar contra. Segundo Ruhal Ahmed, ex-prisioneiro de Guantánamo, em 2003 introduziram as músicas nas torturas e era o que levava à loucura. Para ele é assustador como você pode entrar em parafuso por causa de uma simples música, devido ao barulho.

Quando você vai a um show, busca música alta e luzes piscantes, você quer sentir exatamente esta sensação de prazer. Os prisioneiros experimentam justamente a mesma sensação, mas o resultado é totalmente oposto, a sensação é de um êxtase sombrio.

James Powderly, um ativista político, se passou por um detento e está sendo submetido a uma ampla gama de condições estressantes. Ele será musicalmente torturado por 24 horas ouvindo sucessos como ‘Baby’ de Justin Bieber, da emocionante coleção de clássicos torturantes. Você pode assistir Ao Vivo a James sofrendo ao demente procedimento aqui.

Som na caixa!


[via][via]


Warning: DOMDocument::loadXML() [domdocument.loadxml]: Opening and ending tag mismatch: hr line 5 and body in Entity, line: 6 in /home/loveorletdie/loveorletdie.com/wordpress/wp-content/plugins/LLD-twitter/lld-twitter.php on line 126

Warning: DOMDocument::loadXML() [domdocument.loadxml]: Opening and ending tag mismatch: body line 3 and html in Entity, line: 7 in /home/loveorletdie/loveorletdie.com/wordpress/wp-content/plugins/LLD-twitter/lld-twitter.php on line 126

Warning: DOMDocument::loadXML() [domdocument.loadxml]: Premature end of data in tag html line 1 in Entity, line: 8 in /home/loveorletdie/loveorletdie.com/wordpress/wp-content/plugins/LLD-twitter/lld-twitter.php on line 126

02

  1. [...] This post was mentioned on Twitter by Danilo Setra and clarissa mirzeian, love or let die. love or let die said: Justin Bieber é usado para torturar pessoas: http://migre.me/14B0g [...]

  2. All people deserve wealthy life and business loans or just collateral loan can make it better. Because freedom is grounded on money state.

Deixe seu comentário